A Estória

A lenda das amazonas

O Filme

O nosso filme começa com uma cerimônia religiosa em uma especial aldeia de índios, onde os deuses são chamados por um xamã para salvar a vida de um pequeno bebê, filho da rainha da tribo, Lucyola.

Ao xamã é cobrado qualquer ação para que tal fato aconteça.

O xamã pede sangue e vida aos deuses. Em suas orações ele pede à deusa Xumanorá, deusa que naquela cultura representa a troca das vidas, que ela aceite que alguém deveria morrer para que aquela criança pudesse sobreviver.

Duramente cobrado pela rainha, hesitante, ele faz o feitiço mortal e o lança rio abaixo em um barco de fogo.

Simultaneamente, Guilherme e Adams, dois cientistas pesquisadores, estão no meio de uma importante viagem de pesquisa pelo alto Rio Negro, região ainda desconhecida pelos homens brancos. Eles buscam segredos da floresta em sua biodiversidade.

Na pequena cidade de Barcelos, no alto Rio Negro, Ricardo, um policial, está envolto com os problemas diários relativos ao trafico de drogas e de animais.

Ele na delegacia comenta a coragem dos dois pesquisadores que partiram de lá, último contato com a civilização e foram para lugares tão desconhecidos e tão cheio de criminosos.

Flechas de fogo sobem aos céus em direção à lua para chamar a atenção dos deuses para o pedido do xamã. Algum tempo depois, estrelas cadentes, flechas de fogo dos deuses, caem do céu como respostas: Xumanorá havia aceito o pedido do xamã!

Simultaneamente, acontece uma explosão no barco onde Guilherme e Adams navegavam e os dois caem e se atiram na água tentando chegar às margens.

Na grande cidade, Talita, mulher recém-casada de Guilherme, recebe a notícia do seu desaparecimento na floresta. Ela, com sua prima e melhor amiga, sai de BH e chega em Manaus. De lá, as duas vão para Barcelos e organizam um pequeno barco com a mulher americana do também desaparecido Adams, e na companhia do delegado Ricardo partem em busca de seu grande amor.

A única pista que se tem é que o barqueiro deles foi encontrado por índios amigos em coma, e trazido em uma canoa a Barcelos, ele não diz coisa com coisa. Internado em uma UTI está à beira da morte. Isso só mostra que algo muito grave aconteceu. Uma bela americana, mulher de Adams, para passar o tempo dessa longa e imprevisível viagem, traz consigo um livro denominado “A Lenda das Amazonas”.

Enquanto a busca se adentra rio acima, ao passar dos dias as imagens da realidade que eles encontram se misturam em sua imaginação com a fantasia da lenda narrada no livro.

Mas tudo tem a ver com tudo e ela acaba descobrindo que nada é por acaso.

Mas o grande mistério do filme é quando somente os espectadores percebem que o barqueiro contratado por Talita para guiá-la nessa grande viagem é o mesmo xamã das orações iniciais.

O que estaria ele fazendo no comando daquele barco? Por que tanta coincidência? Qual seria a sua missão?  Estaria ele levando a salvação da criança ou a morte de Talita?

Lenda, magia e aventura em um emocionante filme que acontece em um não menos mágico, lendário e emocionante lugar: a floresta amazônica.